Procon constata que cesta básica está 0,37% mais cara em Fevereiro

Publicado em 14/02/2017

No primeiro mês do ano o Procon Municipal realizou a pesquisa de preço dos itens que compões a cesta básica nos estabelecimentos comerciais da cidade. A coleta tem por base o estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), que define a mesma cesta para todo o Brasil.

 

Em janeiro, o preço médio da cesta básica era de R$254,55 e esse mês passou para R$255,49, uma aumento de 0,37%. De acordo com a pesquisa, o menor valor encontrado para aquisição dos itens básicos é de R$222,69 e o maior é de R$281,32. O consumidor que optar pelo estabelecimento mais barato, poderá economizar até R$58,63.

 

 

Para adquirir os itens básicos o consumidor que recebe um salário mínimo irá dedicar 23,77% para a compra, restando 76,23% para custear as demais despesas.

 

Comparados ao mês de outubro, alguns produtos destacam-se com aumentos no preço médio, foram eles o quilo da banana obteve aumento de 12,22%, em janeiro custava em média R$3,11 e passou a custar em média R$3,49 esse mês. Outro item que se destacou foi o frango inteiro congelado, subiu em média 9,29%, passando de R$6,78 para R$7,41; Por fim, a farinha de mandioca obteve aumento médio de 6,81%, passando de R$4,11 para R$4,39 no mês atual.

 

Por outro lado, alguns produtos obtiveram redução. O quilo do feijão obteve redução média de 14,39%, caindo de R$5,28 para R$4,52 e o quilo da batata com redução de 13.07%, em janeiro custava em média R$3,06 passando a custar R$2,66 esse mês.

 

 

“Mesmo que o salário mínimo tenha obtido aumento, o consumidor deve pesquisar, pois já houve um aumento no primeiro mês do ano e nesse segundo nos deparamos com mais um. Por essa razão a equipe realiza a análise estatística e compõe uma tabela com os endereços dos estabelecimentos, com o objetivo auxiliar nessas comparações”, alertou o Coordenador Executivo do Procon Municipal, Paulo Porto.

 

A pesquisa completa com análise de dados, endereços dos estabelecimentos e tabela de preços está disponível ao consumidor campinense nos links abaixo:

 

Relatório-Cesta-Básica-Fevereiro.pdf - 765 KB

 

 

Tabela-de-Preço-Cesta-Básica-Fevereiro.pdf - 184 KB

 

Ana Araújo
Assessoria de Comunicação